segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Quero continuar a amamentar!!!!


Meu coração anda em frangalhos... amo muito amamentar meu pequenino... mas a impressão que tenho é que meu leite já não sustenta tanto meu baixinho... ele chora muito, mama mais vezes, e quando tento tirar, com sacrifício tiro 5 ml... está super dificil... fico entre a dúvida de pedir um complemento pro pediatra, pois não quero que ele deixe de mamar o tete da mamãe...
É a coisa mais maravilhosa, quando ele está mamando e me faz um carinho e abre aquele sorriso banguelinho... ai!!!! me derreto inteira, e não quero que isso acabe!!!!
Conversando com minha cunhada, Giovana (do Blog Nascendo uma mãe), falamos sobre o salto de desenvolvimento, que deve ser esse o motivo das mais mamadas... e ela disse que é assim mesmo, que o organismo só vai produzir o que ele mamar... DEUS queira, pois o Gui é bem chorãozinho, e o ato de amamentar, me faz sentir, que estou dando mais amor e mais carinho para ele, que precisa tanto...
Meu Gui, é do tipo sensível, passou da horinha dele, ele fica inconsolável, dificil de acalmar... mas quando o dia segue de acordo com uma rotina tranquila ele é um doce de bebê... sou realista, ele às vezes passa por chatinho... mas ele é só um bebê de 3 meses, pedindo respeito pro seu desenvolvimento!!!!
Vou colocar abaixo o que li sobre o pico do desenvolvimento, pois achei bem interessante:
Picos de crescimento (em ingles, "Growth Spurt" )
Um fenômeno que ocorre em muitos bebês no qual estes solicitam mais mamadas do que de costume. Esta necessidade geralmente dura de poucos dias a uma semana,seguido de um retorno ao padrão menor de mamadas. A mãe costuma sentir como se não desse conta de produzir leite em quantidade suficiente para o bebê.No site da pampers há uma explicação:http://la.pampers.com/pt_BR/display.jhtml?topicid=2318Segundo o site Kellymom... ...http://www.kellymom.com/bf/normal/growth-spurt.htmlPeríodos comuns deste "picos de crescimento" ocorrem por volta dos 7-10 dias, 2-3 semanas, 4-6 semanas, 3 meses, 4 meses, 6 meses e 9 meses (mais ou menos).Mas estes picos de crescimento não param no primeiro ano. Podem ocorrer no decorrer do crescimento da criança, incluindo, por exemplo, a adolescência (momento em que notamos bem mais as mudanças físicas e emocionais que ocorrem).È muito importante nos períodos de pico de crescimento respeitar que o bebê tem pedido para mamar mais e dar, ou seja, amamentar em livre demanda! Só assim a produção de leite da mãe se ajustará perfeitamente às necessidades do bebê! Agora o que interessa à nossa comunidade: picos de crescimento interferem no sono do bebê? Certamente!!!O bebê vai pedir para mamar mais e isso às vezes ocorre noite e dia! E se a mãe não souber identificar esse período, pode achar que o leite não sustenta, está fraco ou algo assim, e pensar que uma solução para o caso é de oferecer complemento de leite artificial!Não mamães, mantenham o aleitamento exclusivo enquanto puderem pois oferecimento precoce de mamadeiras pode acarretar desmame desnecessário em alguns casos.
*** Este texto foi retirado da comunidade do orkut "Soluções para noites sem choro"

5 comentários:

Gisele disse...

Oi Tai querida...
Passando por aqui, fiquei muito emocionada ao ler o seu post, pois uma das minhas angústicas foi a de não ter amametado o Nícolas (até porque a minha gravidez foi muito complicada), mas o essencial é que você fique calma... até para que o leite "chegue" com mais naturalidade e num fluxo maior.
O fato do Gui chorar é natural, pois cada criança reage de uma maneira diferente frente as situações. Mas não esqueça que o mais importante é que ele está aqui e com muita saúde.
Boa sorte, beijoks e saudades!!!
Gisele e Nícolas...

Gislene disse...

Tem uma surpresa pra vc lá no blog, no post do dia 21/01. Bjos!

Márcia Gomes disse...

ola.
Não fica estressada pois isso só piora a descida do leite.Eu ainda amamento o Tiago (8 meses), mas meu peito ha muito tempo ja nao é suficiente.
Você já tentou tomar plasil em comprimidos? Minha irmã ja havia comentado comigo para tomar, mas aqui(Portugal) ninguem tinha ouvido falar, por isso quando fui ao Brasil quando fomos a consulta de pediatria dele, o medido me receitou comprimidos de plasil pois aumenta a produção do leite e não faz mal ao bebe. Tomei por 4 meses, dai quando ele começou com as refeições solidas parei.Mas agora voltei a tomar pois senti que meu leite estava diminuindo. Incriviel que em menos de 12 horas a gente ja percebe que o peito aumenta de tamanho.
Fala com algum pediatra sobre isso.
beijinhos e boa sorte, vou ficar torcendo para que tenha tete para o Guizinho.

Erika disse...

Oi Patricia, amamentar é lindo, mas desgastante. Eu sofri muito com o aleitamenyo, mas meus 2 meninos mamaram EXCLUSIVAMENTE peito até os 6 meses, só depois de 6 meses completos é q comecei a oferecer os sucos, as papinha doces e finalmente a salgada. O Joao mamou até 1 ano e 2 meses e o Davi ate 1 ano e 3 meses, ambos desmamaram sozinhos e foi muito tranquilo. MAs perdi muitas noites de sono pra amamentar, mas te digo q valeu a pena cada uma delas, eles sempre mamaram livre demanda conforme cartilha de aleitamento. Se o seu leite estiver sendo insuficiente o bebe nao crescerá e nao ganhara peso adequadamente e o medico logo notara q algo nao vai bem.
Boa sorte e coragem nessa luta de ser mãe.
beijos Erika

Eliane disse...

Passei aqui para fazer uma visitinha...
Olha, o meu primeiro mês em termos de amamentação foi muito sofrido. Ei tive várias fissuras no peito e doía muito, e eu chorava... e meu bebê queria mamar o tempo todo, em intervalos menores que 1h e eu chorava mais ainda por que achava que meu leite não estava sustentado. Ai fui ao pediatra, e meu bebe estava crescendo e engordando. Eu insisti, resultado disso, ele mama no peito até hoje, com 10 meses. Insista que vale a pena!
Beijos